_ É dificil aprisionar os que têm asas _






A [zul ] _ R [oxo ]


sábado, março 07, 2009

Azul .



Primeiro
pintar uma gaiola com a porta aberta .
Pintar

depois , algo de lindo , algo de simples , algo de belo, algo de útil
para o pássaro .
Depois dependurar a tela numa árvore
num jardim , num bosque ou numa floresta .
Esconder-se atrás das árvores
sem nada dizer , sem se mexer ...

Às vezes o pássaro chega logo ,
mas pode ser também que leve muitos anos
para se decidir .
Não perder a esperança ,
esperar
esperar se preciso durante anos .
A pressa ou a lentidão da chegada do pássaro
nada tendo a ver
com o sucesso do quadro .
Quando o pássaro chegar ,
se chegar ,
guardar o mais profundo silêncio .
Esperar que o pássaro entre na gaiola
e

quando já estiver lá dentro
fechar lentamente a porta com o pincel .
Depois
apagar uma a uma todas as grades ,
tendo o cuidado de não tocar numa única pena do pássaro .
Fazer depois o desenho da árvore , escolhendo o mais belo galho para o pássaro .
Pintar também a folhagem verde e a frescura do vento ,

a poeira do sol
e o barulho dos insetos pelo capim no calor do verão .
E

depois esperar que o pássaro queira cantar .
Se o pássaro não cantar ,
mau sinal .
Sinal de que o quadro é ruim .
Mas se cantar , bom sinal ,
sinal de que pode assiná-lo .


Então você arranca delicadamente
uma das penas do pássaro
e

escreve seu nome num canto do quadro !


Jacques Prévert

4 comentários:

paulo disse...

Minha querida ,
lindo !

Beios

paulo disse...

Beios não,
Beijos muitos.

Nilson Barcelli disse...

O poema é belíssimo.
E muito imaginativo.
Gostei de o ler.
Beijo.

mehta disse...

Nice Stuff!

Commendable Blog indeed!

Dear Blogger, need your valuable feedback for:

www.octandigital.com

Regards,
Mehta