_ É dificil aprisionar os que têm asas _






A [zul ] _ R [oxo ]


domingo, setembro 26, 2010

Azul .

















Li ,
esta frase ... _ se não encontras a tua metade de laranja , porque não procuras metade de um limão , junta - lhes açucar , gelo e aguardente e ... sê feliz _
Pensei ... há tantos que o fazem . Nem sei se a maioria . Porque não ?
.
Logo de seguida surgiu outro pensamento ...
O sabor é diferente . Pode ser agradável no momento . Pode até ser a opção certa para muitos .
Mas , ainda há quem prefira continuar à procura da sua metade de laranja .
Laranja pura , sem necessitar de outros ingredientes .
E a felicidade ... existe em nós.

6 comentários:

paulo disse...

Amiga ,
com certeza já passou outra metade à tua frente , e tu ainda a pensar na julgada metade perdida , nem a vês .


beijos

São disse...

Digo isso de uma maneira menos poética: antes só, que mal acompanhada!

Boa semana.

poetaeusou . . . disse...

*
a outra metade,
pode ser diferente,
porém,
com melhor sabor !
,
conchinhas,
*

Nilson Barcelli disse...

E é tão simples... penso como tu, já que a metade perfeita não existe.
Beijos, minha amiga.

A.S. disse...

Gostei da criatividade e originalidade do teu texto! A verdade é que se devem juntar as duas metades de uma mesma coisa!
Outra solução, será sempre um hibrido!!!


Beijos
AL

Luis disse...

Houve um tempo que acreditava
Na existência de uma outra metade de mim
Por aí, para as juntar e ser muito feliz.
Deve ter sido uma ideia tirada dos livros
Dos contos ou dos romances vindos do passado.
Depois a vida deu-me outras histórias
E romances com sabores doces e amargos
E conclui sem concluir que não há metades.
O limão é só limão, a laranja é só laranja
E não há larimão para nos dar felicidade
A felicidade existe para tropeçarmos nela
Levantarmo-nos e seguir com a sensação
Que tropeçamos, uma, duas ou nenhuma vez
A caminho de um lugar indeterminado.